domingo, 11 de fevereiro de 2018

Acreditar!


A vida na espiritualidade é repleta de surpresas e de aprendizados. Ontem mesmo me deparei em duas situações distintas. Uma foi o caso de assistir ao desenvolvimento mediúnico que era realizado em uma Casa Espírita. O outro foi o de presenciar a conversa de familiares sobre os casos de mortes prematuras.
Na primeira situação, ou seja, no caso do desenvolvimento mediúnico, os participantes traziam as ideias preconcebidas de que tudo estaria atrelado aos fatos do animismo, ou seja, que os casos de manifestações eram originários dos próprios pensamento dos médiuns. O que prejudicava a atividade em si, a de estabelecer uma comunicação mais atenta com a espiritualidade presente.
Já no outro caso a parte da conversa sobre os desencarnes prematuros, os familiares discorriam sobre questões que até então não compreendiam casos práticos sobre cada situação. Isso tudo era decorrência das vivências ocorridas nas últimas semanas no Brasil, e noticiados e mobilizados na sociedade.
As surpresas que temos presenciado aqui, são os pensamentos que se distanciam dos fatos reais e concretos. E mesmo com os entendimentos mais adequados, já trabalhados na Terra, a insistência no erro continua sendo a pedra de toque nessas e noutras questões.
Acreditar vocês em si mesmo e no que prescreve o estudo. Esse é o motivo e motor principal do desenvolvimento. Vamos buscar acreditar mais em si e nos próprios estudos aplicados para então desenvolvermos. E, assim evitar que surpresas diversas causem um entrave ao desenvolvimento e especialmente ao entendimento e evolução do espírito.
Fiquem com Deus!
Irmão Benjamim
Psicografado em 14 de outubro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário