Seguidores

terça-feira, 26 de abril de 2011

Desenvolvendo a Telepatia

Irmãos e Irmãs, amados meus!
Que nosso Pai Celestial nos ilumine na tarefa de instrução.
O desenvolvimento da telepatia visa aprimorar o que a grande maioria dos Irmãos e Irmãs possui em estágio latente. Ou seja, o diálogo que cada um desenvolve em seu íntimo, na consciência, onde muitas vezes se dá com Irmãos da Espiritualidade.
A faculdade da telepatia – que pode ser compreendida como Mediunidade Intuitiva, ou de Inspiração, ou mesmo Auditiva, conceitos estes presentes no “Livro dos Médiuns” de Allan Kardec – se dá quando os Irmãos e Irmãs encarnados procuram ponderar sobre fatos, acontecimentos e decisões nos quais fica pensando.
Ora! Todos estabelecem um amplo e significativo diálogo interno sobre diversos casos que afligem as decisões, vontades, os desejos e as formas de ver e interpretar o mundo, as coisas e as pessoas.
Para desenvolver a telepatia, ou seja, no nosso caso, a conversa com os Irmãos da Espiritualidade, vossos Mentores e Mentoras, aconselhamos iniciar sempre com uma oração. Procure pronunciar apenas pelo pensamento a oração, como se estivesse falando em voz alta, ao ponto de ter a noção de estar ouvindo seu pensamento e cada palavra e frase. A impressão será de estar falando e ouvindo apenas pelo pensamento.
Repare que esse exercício é perfeitamente simples, pois se estará executando algo comum. Entretanto, procure deter sua atenção em cada palavra que pronunciar mentalmente.
Durante a oração solicite a permissão ao Pai Celestial para ser orientado pelos seus Mentores e Mentoras Espirituais. Solicite que os Espíritos Superiores lhe oriente no entendimento da Moral Cristã, lhe ensinando os procedimentos e pensamentos de amor, caridade e fraternidade para com o próximo.
Após, preste atenção nos pensamentos que surgirão na consciência. Ideias, opiniões, fatos, histórias e interpretações lhe farão pensar. Procure nesse momento apenas analisar o que lhe vem à mente, sem colocar opinião sobre o mesmo. Esse exercício possibilitará perceber assuntos interessantes, inclusive com “lembranças” de ideias, opiniões e interpretações de outras pessoas ou livros que leu.
É comum nesses processos de telepatia, ou conversa com as entidades, “ouvir” palavras diferentes do que se está habituado, necessitando buscar seu significado no dicionário.
Para aprimorar a telepatia, sugerimos que o Irmão ou Irmã, procure escrever o que lhe for “falado” na consciência.
Esse procedimento não constitui um ato de mediunidade para “receber” Espíritos, mas tão somente despertar ou aprimorar a faculdade de conversar pelo pensamento que todos os Espíritos, encarnados e desencarnados, possuem e executam a todo o instante e em diferentes graus de adiantamento.
Irmão Bartolomeu
Mensagem recebida em 25 de abril de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário